Continue na Expectativa do Grande dia de Deus!

HÁ QUANTO tempo você espera pelo dia de Deus para acabar com a perversidade na Terra? Quanto tempo ainda está disposto a esperar? Enquanto isso, que atitude e ações resultantes marcarão a sua vida?

Enquanto você espera esse grande dia, os livros dos 12 profetas podem ser de muita ajuda. Alguns desses profetas viveram numa época em que era iminente uma intervenção judicial da parte de Deus. Miqueias, por exemplo, serviu num período em que se aproximava a punição de Samaria às mãos dos assírios, ocorrida em 740 AC. Mais tarde na corrente do tempo, mas com a mesma certeza, veio o dia de Deus contra Judá. Visto que Miqueias não sabia ao certo quando Deus agiria, será que concluiu que deveria simplesmente ficar parado e aguardar, na esperança de que Deus agisse logo? Estas são as suas palavras: “Quanto a mim, ficarei à espreita de Jeová. Mostrarei uma atitude de espera pelo Deus da minha salvação. Meu Deus me ouvirá.” (Miqueias 7:7 Tradução Brasileira) De fato, na certeza do que estava para ocorrer, Miqueias era como um ativo sentinela numa torre de observação.
Vejamos também Sofonias e Habacuque. Eles serviram num período mais próximo da destruição de Jerusalém em 607 AC. Ainda assim, eles não tinham como saber se a execução do julgamento divino ocorreria logo ou décadas à frente. Sofonias escreveu: “‘Estai à espera de mim’, é a pronunciação de Jeová, ‘até o dia em que eu me levantar para o despojo, pois a minha decisão judicial é . . . derramar sobre [as nações] a minha verberação, toda a minha ira ardente’.” (Sofonias 3:8 Tradução Brasileira) E que dizer de Habacuque, que viveu pouco depois de Sofonias? Ele escreveu: “A visão ainda é para o tempo designado e prossegue arfando até o fim, e não mentirá. Ainda que se demore, continua na expectativa dela; pois cumprir-se-á sem falta. Não tardará.” (Habacuque 2:3)
A situação que existia quando foram feitos os pronunciamentos em Sofonias 3:8 e Habacuque 2:3 é reveladora. Numa época em que certos judeus diziam “Jeová não fará o que é bom e não fará o que é mau”, Sofonias proclamou “o dia da ira de Jeová”. Nesse dia, tanto as nações inimigas como os judeus rebeldes sentiriam a desaprovação de Deus.

Acha que Sofonias temia a verberação e a ira de Deus? Não, pois fora-lhe dito que se mantivesse “na expectativa” desse dia. ‘E Habacuque?’ você talvez se pergunte. Ele também devia ‘continuar na expectativa’. Você está certo em concluir que Sofonias e Habacuque não eram indiferentes quanto ao que estava por vir, levando a vida como se achassem que as coisas jamais mudariam. (Habacuque 3:16; 2 Pedro 3:4) Mas, como vimos, esses dois profetas tinham algo importante em comum, ou seja, deviam ‘continuar na expectativa’. E você sabe: o que eles esperavam se tornou fato histórico em 607 AC. Portanto, continuar “na expectativa” foi o proceder sábio.
Você pode ter a mesma convicção de que “o dia da ira de Jeová” contra o atual sistema mundial virá sem falta; será um fato, real e incontestável. Você com certeza não deve duvidar disso!

Assim como Sofonias e Habacuque, você não sabe exatamente quando virá esse dia. (Marcos 13:32) Mas é certo que virá, e o cumprimento de profecias bíblicas nos nossos tempos indica fortemente que será em breve. Assim, o que Jeová enfatizou para aqueles profetas também se aplica a você: ‘continuar na expectativa’. E lembre-se desta verdade absoluta: o nosso Deus é o único Deus ‘que age em favor daquele que está à sua espera’. — Isaías 64:4.
Você pode mostrar a correta atitude de espera demonstrando pelas suas ações que confia que “o dia da ira de Jeová” virá exatamente na hora marcada. Estar convencido disso, e confirmar essa convicção com ações apropriadas, harmoniza-se com algo que Jesus disse. Ele exortou os apóstolos: “Os vossos lombos estejam cingidos e as vossas lâmpadas acesas; e vós mesmos sede como homens que esperam pelo seu amo . . . Felizes são aqueles escravos, cujo amo, ao chegar, os achar vigiando! Deveras, eu vos digo: Ele se cingirá e os fará recostar-se à mesa, e chegando-se, ministrar-lhes-á.” (Lucas 12:35-37) Uma correta atitude de espera realmente mostra confiança de que o grande dia de Jeová não se atrasará um instante sequer.

Portanto, é apropriado repetir a garantia de Habacuque, que certamente é válida nos nossos dias: “A visão ainda é para o tempo designado e prossegue arfando até o fim, e não mentirá. Ainda que se demore, continua na expectativa dela; pois cumprir-se-á sem falta. Não tardará.” (Habacuque 2:3) Ainda que do ponto de vista humano pareça que o grande dia de Jeová esteja demorando, esse dia virá sem falta na hora marcada. Jeová prometeu isso!

Assim, os que já servem a Deus por muitos anos, bem como os que começaram a adorá-lo recentemente, podem avançar juntos com a mesma confiança expressa em Miqueias 4:5: “Nós, da nossa parte, andaremos no nome de Jeová, nosso Deus, por tempo indefinido, para todo o sempre.”(Tradução Brasileira)

Se você ainda não estuda a bíblia, peça já um estudo gratuito e achegue-se ao Deus que nos trará a salvação!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s